06.09.2019

Dia Internacional de Ação pela Igualdade da Mulher

O dia 6 de Setembro, dia Internacional de Ação pela Igualdade da Mulher, vem para conscientizar sobre a importância da igualdade de gênero, e evidenciar que a disparidade que separa homens e mulheres na busca de oportunidades nos espaços de poder ainda é uma realidade. As brasileiras são maioria, representando 52% da população, o que totaliza mais de 103 milhões de mulheres no Brasil. Há uma crescente consciência feminina sobre ocupar tais espaços na sociedade, porém não é suficiente.
Cercado por preconceitos, com falta de incentivo e historicamente dominado por homens, a presença das brasileiras no esporte cresceu nas Olimpíadas de 2016, realizadas no Rio de Janeiro, que somou 45% dos participantes. Esse foi o maior número de mulheres no esporte da história. A falta de acesso ao lazer devido às tarefas domésticas é uma explicação para a ausência feminina no esporte.
Na educação, de acordo com o IBGE, elas têm mais educação formal e ocupam 44% das vagas de emprego registradas no país, porém o número de desemprego entre as mulheres é de 29% maior que os dos homens. De acordo com pesquisa recente do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), no Brasil elas ocupam apenas 15% das posições de liderança, referente ao ano de 2018. E segundo World Economic Forum Annual Meeting, 2018 – Report, recebem 74,5% do salário dos homens ocupando os mesmos cargos. De acordo com o IBGE as mulheres representam 55,1% das universitárias e quando ocupam papéis de liderança, são 4 vezes mais propensas a ter crescimento contínuo e lucrativo.
A data também reforça a urgência de diálogo que visa construir a equidade de gênero, revelando assim, a necessidade de luta e representatividade para superar desafios impostos e respeitar, cada vez mais, o lugar de atuação das mulheres e amplificar a voz delas nessa luta.