30.11.2011

Estudantes e docentes são agraciados com o Prêmio Naíde Teodósio

Mais de 500 alunos e professores do ensino médio de escolas públicas e particulares e de graduação e pós-graduação de todo o Estado de Pernambuco participaram da cerimônia do Prêmio Naíde Teodósio de Estudos de Gênero, na segunda-feira (28), no Teatro de Santa Isabel.  O Prêmio é realizado pelo Governo de Pernambuco, através da Secretaria da Mulher.


Em sua quarta edição, o Prêmio contou com 1.104 trabalhos inscritos. Desse total, 813 inscrições foram aceitas. Foram premiados nove redações, três relatos de experiência, dois artigos científicos de graduação e um roteiro de curta metragem. Os premiados receberam certificados, computadores, e serão contemplados com impressoras, notebooks e premiações no valor de R$ 5 mil e R$ 20 mil.


A Secretária Cristina Buarque anunciou, durante a cerimônia, que o edital da quinta edição será lançado no Dia Internacional da Mulher (8 de março). Falou, também, da parceria com a Secretaria Estadual de Educação, que levará os livros paradidáticos desenvolvidos pela Secretaria da Mulher para as salas de aulas de escolas públicas. “O próximo livro será sobre gênero e educação, com os trabalhos de alunos já premiados”, explicou. 


O Governador do Estado, Eduardo Campos, parabenizou a Secretaria da Mulher pela iniciativa da premiação e o comprometimento dos alunos de escolas públicas e particulares de Pernambuco, que estão construindo uma nova realidade no Estado. “Comprometi-me a criar um espaço onde se cuidasse de políticas públicas para mulheres pernambucanas. Demos esse passo fortalecendo os mecanismos de diálogo”, enfatizou o Governador.


Na categoria redação, os nove premiados são estudantes de escolas da rede pública de ensino de Pernambuco. As dissertações abordaram temas relacionados à questão da violência doméstica e sexista; a inserção da mulher nos espaços de poder; mulher e meio ambiente; patriarcado: educação e cultura; agricultoras familiares e reforma agrária; gênero e saúde; sexualidade e gravidez na adolescência; a participação da mulher negra na formação da sociedade pernambucana; a participação da mulher indígena na formação da sociedade pernambucana; gênero e práticas esportivas em Pernambuco; gênero e ciência em Pernambuco; e o protagonismo da mulher idosa na sociedade pernambucana.


“Esse Prêmio tem a capacidade de construir essa integração entre ciência e tecnologia. É um trabalho que exige das famílias, das organizações não governamentais, das escolas, das universidades”, disse Cristina Buarque.
A ação é uma realização da Secretaria da Mulher do Governo de Pernambuco em parceria com as Secretarias Estaduais de Educação, Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente, a Secretaria Especial de Políticas para Mulheres da Presidência da República (SPM/PR), a FACEPE, CEPE (Companhia Editora de Pernambuco), FUNDARPE e a FUNDAJ (Fundação Joaquim Nabuco). 


O Prêmio presta homenagem à médica e militante pernambucana Naíde Teodósio, que dedicou a vida à luta por uma sociedade mais justa e igualitária. Suas pesquisas foram sempre orientadas para erradicar as desigualdades sociais, tendo publicado inúmeros artigos em revistas nacionais e internacionais. Naíde Teodósio também fundou o Laboratório de Fisiologia da Nutrição da Universidade Federal de Pernambuco, centro que hoje leva o seu nome.
Participaram da cerimônia o Governador do Estado, Eduardo Campos, a primeira-dama, Renata Campos, a Secretária Estadual da Mulher, Cristina Buarque, o Secretário Estadual de Educação, Anderson Gomes, o Secretário Estadual de Agricultura, Ranilson Ramos, a reitora do IFPE, Claudia Sancil, a diretora de Inovação da FACEPE, Fátima Cabral, a representante da Fundaj, Isolda Belo, a Deputada Federal, Luciana Santos e a professora da UFPE e neta de Naíde, professora Marion Teodósio.


Confira a relação dos trabalhos premiados: 
Redação do Ensino Médio:


Caroline Gleyce Do Nascimento de Oliveira - Até quando?
Dennis Oliveira Maciel - Mulher: fruto que protege
Edilma Maria Silva Alves - Envelhecer com prazer
Fernanda de Araújo Lima Pascoal - Mulher brasileira: símbolo de valentia e luta pelos espaços de poder
Gustavo Barbosa de Lima Silva - A mulher no mundo atual
Jessica de Brito Gondim - Gravidez na adolescência: um problema e muitos desafios
Maysa Santos Frexeira - O papel da mulher e o seu desenvolvimento social
Rafael Raimundo dos Santos - Futebol feminino: diferente sim, preconceito não
Willian Emanuell Batista de Oliveira - Uma utopia que virou realidade

Professor do Ensino Médio:
Judimar Texeira da Silva - Boca no trombone – respeito aos gêneros: sexualidade em evidencia
Maria do Rosario Alves Leite - Uma semana em Rosa e Lilás
Sandra Maria do Nascimento - Basta de Mulher “Catarina”, agora e Maria da Penha: Violência doméstica e sexista também se discute na escola

Graduação:
Carina Géssika Irineu do Monte - Gravidez na adolescência: da boneca aos bebês
Maria Lúcia e Silva Oliveira - Entre a docilidade e a violência: preconceito e relações de gênero na Polícia Militar de Pernambuco

Pós-graduação:
Não houve premiados para essa modalidade.

Roteiro:
Gabi Saegesser Santos - Iluminadas – um roteiro de Severina Maria

MODALIDADE MÉRITO INSTITUCIONAL
 
Prêmio:
Diploma de reconhecimento institucional a universidade e escola com maior número de inscrições aceitas de cada uma das seguintes regiões do estado: região metropolitana do recife, zona da mata, agreste e sertão.

Região Metropolitana do Recife:
Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)

Zona da Mata:
Escola Monsenhor Landelino Barreto Lins (Paudalho)

Agreste:
Escola de Referência em Ensino Médio de Bezerros

Sertão:
Escola de Referência em Ensino Médio Oliveira Lima (São José do Egito)