15.10.2020

15 de outubro – Dia Internacional das Mulheres Rurais

A representatividade feminina no campo está aumentando. Segundo a Organização Nacional das Nações Unidas (ONU), as mulheres rurais correspondem a um quarto da população mundial, representando 43% da força de trabalho. A partir do Censo Agropecuário de 2017, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), identificou 947 mil mulheres responsáveis pela gestão de propriedades rurais, de um universo de 5,07 milhões. A maioria está na região Nordeste (57%). Em Pernambuco, os estabelecimentos agropecuários femininos correspondem a 27% (76.321 estabelecimentos).
A gerente de Articulação e Interiorização da SecMulher-PE, Márcia Aguiar, explica que as mulheres rurais vêm transformando suas dinâmicas de luta através da participação em associações, sindicatos e movimentos sociais. “Muitas são as demandas desse segmento por políticas públicas para a agricultura familiar e agroecológica; assessoria técnica e extensão rural; linhas de créditos; reforma agrária; efetivação dos seus direitos, a igualdade entre homens e mulheres no campo, sistema de saúde mais humanizado, educação contextualizada, com respeito às questões de gênero, raça, classe, território”, completa.
Neste 15 de outubro, Dia Internacional das Mulheres Rurais, a secretária da Mulher de Pernambuco, Silvia Cordeiro, fala da importância do trabalho que vem sendo realizado pela SecMulher-PE para que todas as mulheres desse segmento, especialmente às integrantes dos movimentos que compõem a Comissão Permanente de Mulheres Rurais de Pernambuco (CPMR-PE), representadas pelas camponesas, assalariadas rurais, mandiocultoras, assentadas, pescadoras artesanais, agricultoras familiares, fruticultoras, indígenas e quilombolas, se fortaleçam através do trabalho que garante a perpetuação das identidades étnicas, dos conhecimentos dos povos tradicionais e das práticas sustentáveis, essenciais para o desenvolvimento agrário, segurança alimentar e nutricional e para a gestão dos recursos naturais.