28.06.2021

NOTA

Em meio a um cenário de atitudes homofóbicas e transfóbicas ainda tão arraigadas em nossa sociedade expondo lésbicas, gays, bissexuais, pessoas trans e intersex (LGBTQIA+) de todas as idades a violações aos direitos humanos, a Secretaria da Mulher de Pernambuco e o Comitê Interinstitucional Pró Lésbicas e Mulheres Bissexuais do Estado manifestam indignação e repúdio ao preconceito, indiferença e violências cometidas contra as pessoas por defenderem e fazerem suas próprias escolhas. 
 
Neste 28 de Junho – Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, lamentamos a crueldade em forma de barbárie praticada contra Roberta, uma mulher trans à qual um adolescente ateou fogo deixando-a com 40% do corpo queimado, ocasionando a perda do braço esquerdo, entre outras seqüelas que ainda estão sendo avaliadas pela equipe médica. O crime ocorreu na madrugada da última quinta-feira (24.06), próximo ao Cais de Santa Rita, na região central do Recife.
 
Essa atitude transpassa os limites do ódio o qual vem passando a  população LGBTQIA+ e é dever dos poderes públicos fazer com que a justiça seja feita de forma rigorosa para que atos como esse não se repitam. 
 
Solidarizamos-nos com Roberta, amigos e família e estamos à disposição para dar todo o apoio necessário à mulher trans.  Até o fechamento dessa nota, Roberta continua internada, em estado grave, no Hospital da Restauração de Pernambuco.  
 
Secretaria da Mulher de Pernambuco
Comitê Interinstitucional Pró-Mulheres Lésbicas e Bissexuais de Pernambuco