O Expresso Livre é um ferramenta de correio eletrônico baseada em Software Livre, bastante difundida em instituições públicas e privadas atualmente. Esta solução foi adotada na ATI com o nome de Expresso.PE, com a finalidade de ser o instrumento de unificação das diversas soluções de e-mail na Administração Pública Estadual (APE). Antes de sua adoção, todos os órgãos e secretarias do Estado implementavam suas soluções de forma individual, deixando assim de usufruir das vantagens de uma solução unificada.

O Expresso.PE não se resume a um software de correio eletrônico – vai muito além – surge como uma ferramenta de comunicação que agrega, entre outros recursos, um Catálogo Global de endereços e telefones, uma Agenda de Compromissos, uma ferramenta para publicação de Boletins Internos e uma ferramenta de Mensagens Instantâneas, integrando, desta forma, todos os órgãos e seus usuários. Nesse contexto é importante destacar que, apesar da integração, os órgãos aderentes possuem total autonomia na administração de seu ambiente.

Acompanhando as tendências tecnológcas, o Expresso PE também já pode ser utilizado através de Smartphones, Tablets e Clientes de E-mails de forma segura, através de recursos de autenticação e criptografia, garantindo maior flexibilidade e mobilidade para seus usuários.

Por ser uma solução desenvolvida em Software Livre e mantida por uma comunidade de desenvolvedores comprometidos com a manutenção e evolução da ferramenta, o Expresso PE estará periodicamente sendo atualizado, garantindo, assim, possíveis correções de falhas/incompatilidades e contínuas melhorias, sempre buscando maior eficiência para seus propósitos. É relevante ressaltar também, além das facilidades alcançadas pela unificação do correio eletrônico na APE e a integração de suas ferramentas, o seu impacto na economia financeira gerada para o Estado. Quando se deixa de pagar pela licença de uso dos seus mais de 20.000 usuários, obtêm-se uma economia de não menos que R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais), valor estimado para a contratação de uma solução proprietária. A redução da demanda de mão de obra especializada em consequência da gerência e manutenção de sua infraestrutura centralizada na ATI, é outro ponto importante a ser considerado na economia gerada pelo Expresso PE, o que também contribui para que as instituições estaduais mantenham o foco na sua atividade fim, sem se preocupar com os recursos necessários a uma solução de Comunicação e Colaboração.

Dentre os aspectos mais relevantes que hoje movem as políticas públicas, o modelo sob o qual o Expresso.PE foi implementado contribui substancialmente com a sustentabilidade, pois sua estrutura física implementada na ATI, e a partir dela atendendo a todo o Estado, traz uma grande economia de energia e equipamentos, contribuindo, dessa forma, para a preservação dos nossos recursos naturais.

O Expresso.PE atende, hoje, a 75 órgãos do Estado, o que representa 97% de sua estrutura, mas, já está preparado para atender a 100% da APE, com todos os seus benefícios, aguardando, apenas, a adesão dos órgãos restantes.

É importante esclarecer que os usuários do Expresso.PE, sempre que necessitarem de suporte, deverão entrar em contato com os administradores do Expresso do seu próprio Órgão, uma vez que a administração do ambiente é descentralizada, tendo cada Órgão autonomia própria para administrar seu ambiente. Em casos específicos, em que os administradores locais necessitem de suporte da equipe técnica da ATI, estes deverão abrir chamado através de contato telefônico com o serviço de Service Desk da ATI, ou diretamente, através da ferramenta de abertura e acompanhamento de chamados da ATI.

Por fim, a Unidade de Serviços Compartilhados – USC, responsável por disponibilizar o serviço do Expresso.PE, encontra-se à disposição para demais esclarecimentos através do email usc@ati.pe.gov.br.

Caso deseje aderir ao Expresso PE, preencha o formulário abaixo e envie por email para usc@ati.pe.gov.br


Mostrando 4 resultados.